sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

RESENHA: Filme "Num piscar de olhos"

Logo no começo do filme me deparei com um pequeno problema: a dublagem. Parece que os dubladores começaram a se envolver no filme e se soltaram aos poucos (pelo menos foi isso que achei), mas ainda assim, comprometeram o brilho do filme. Creio que apenas isso levou um ponto negativo em minha análise, já que o resto do filme deve meu aplauso.

Estará correto quem disser que não sou crítico de cinema, mas a vastidão de filmes que já assisti pode pesar um pouco nas minhas formulações de ideias. Pena que sou novo nesse negócio de escrever resenhas, mas quem sabe vou me aperfeiçoando. Vamos aos pontos positivos.

 

O enredo é bacana. Dois policiais. Um é cristão e o outro apenas acredita que um Deus exista. Salvam uma cantora famosa e são convidados para um passeio no barco luxuoso da cantora e seu produtor musical. Lá, ocorre o arrebatamento. Mas logo o policial que é deixado para traz começa a perceber que algo de muito errado e intrigante está acontecendo.

Devo aplaudir a interpretação de David A. R. White (ator em vários filmes gospel), que, ao contrário da maioria dos atores do filme, parece já estar acostumado com as câmeras. Igualmente admirei a atuação do parceiro dele, bem focado e natural. Vale ressaltar a participação de Eric Roberts. Foi bom vê-lo atuar num filme que trate do arrebatamento, mas fica a dúvida se ele é convertido ou não na vida real. Se a história conta para sua transformação de vida ou consta apenas como mais um trabalho de atuação. Que bom que esses atores de renome que fizessem parte de um filme desses declarassem que sua vida é do Senhor Jesus.

 

A mensagem do filme é bem forte: entregue sua vida a Jesus e o confesse como o Senhor e Salvador de sua vida. Apenas crer em Deus não basta, pois o diabo também crê em Deus, mas não tem compromisso com Ele, nem parte no seu reino. Vemos isso claramente no filme. Quem assisti-lo poderá notar essa mensagem. O final é emocionante e deixa aquela sensação de que em breve Ele vem e isso não há como negar. Devemos estar preparados, pois pode ser quando menos esperar, quando o bip do seu relógio tocar. Bip! Bip! Bip!

 

Há algo que deveria dizer que não concordo no enredo. Mas não vou revelar, pois posso quebrar as surpresas do filme.

 

Recomendo o filme.

 

PS: Quem já assistiu pode deixar suas impressões nos comentários. Só tenha o cuidado de não escrever spoilers, por favor.

4 comentários:

Felipe Fagundes disse...

De novo o Apocalipse!
Eu fiquei relutante depois que descobri que existiam várias visões sobre o fim dos tempos baseadas de uma forma ou de outra na Bíblia. Me confundi a beça e até hoje não sei no que acreditar.

Esse filme não me chamou muito a atenção.

Priscila Gonçalves disse...

Apocalipse tá em alta né, não sei se é pq estou lendo "Deixados para trás" mas acho que o assunto é pertinete e de interesse da maioria.
Deu vontade de assistir, principalmente pra ver quais os pontos em que vc discorda hehehe

Naasom A. Sousa disse...

O filme não é sobre o apocalipse; é sobre a hora do arrebatamento. Só isso. Estaremos preparados para esse momento crucial? Num piscar de olhos seremos transportados e transformados. É somente isso. Nada de chips ou ordem mundial ou destruição em massa. Nada disso.
Achei interessante e recomendo.

Felipe Fagundes disse...

É, Naasom, mas de certa forma o Arrebatamento está envolvido no fim dos tempos. E como eu disse há MUITAS teorias em cima disso: gente que não crê no arrebatamento antes da tribulação, gente que diz q será no começo da tribulação, no meio da tribulação, que não há arrebatamento e etc.

Acho que esses filmes/livros já saturaram. Eu preferiria que investissem em filmes com outros valores cristãos, tipo Nicholas Sparks. Algo mais próximo dos dias atuais.