Conheça as ficções cristãs lançadas no Brasil

Não sabia que há uma biblioteca de ficções cristãs para você ler? Veja aqui uma lista completa com os títulos publicados em nosso país.

Frank Peretti que o Brasil não conhece

Saiba que Frank Peretti tem muito mais lá fora do que "Este Mundo Tenebroso". Veja quais sucessos dele ainda não deu as caras por aqui.

Leia a resenha de A Negociadora

Um dos grandes sucessos da escritora Dee Henderson é a série O'Malley. Saiba mais sobre esse primeiro livro da série.

Livro impresso "Ilusão"

Uma ficção cristã de suspense que você não vai para de ler até o final da história. Adquira já o livro impresso ou o eBook baratíssimo.

Tudo que tenho é Cristo

Assista a essa animação emocionante que nos mostra o que está reservado ao cristão que persevera até o fim.

sexta-feira, 26 de junho de 2015

FILME: "As Crônicas de Nárnia: A Cadeira de Prata" é confirmado e já tem até roteiro pronto!

O roteiro do filme 'As Crônicas de Nárnia: A Cadeira de Prata', o quarto longa-metragem da franquia, acaba de ser finalizado pelo roteirista David Magee (As Aventuras de Pi).


"Encerrei os trabalhos no roteiro de A Cadeira de Prata hoje. Eu tive o imenso prazer de trabalhar no projeto há mais de um ano. Tão gratificante" disse David em sua conta do Twitter.


SINOPSE:
Neste livro, é narrada somente a volta de Eustáquio até Nárnia na companhia de sua amiga Jill Pole. Desta vez, eles conseguem ir até Nárnia através de um velho portão nos fundos da escola onde estudavam.


O filme tem previsão de chegar aos cinemas em 2017, ansiosos?

terça-feira, 23 de junho de 2015

ANIMAÇÃO/ ON-LINE: “JESUS”, em Animação Japonesa

my-last-day-2

O Filme "Jesus" de 1979, baseado no Evangelho de Lucas, produzido por The Jesus Film Project, um ministério da Cruzada Estudantil e Profissional para Cristo, que vem trabalhando na divulgação da mensagem de Cristo através do filme, que atualmente está traduzido para mais de 1.100 línguas, agora foi adaptado para a irresistível Animação Japonesa.


A animação, intitulada"Meu último Dia (My Last Day)" apresenta a história da crucificação de Jesus através dos olhos do ladrão arrependido que estava pendurado ao lado dele na cruz. Produzido aos moldes de curta metragem, a animação conta com a organização de Greg Gregoire sênior associado para o Projeto Filme JESUS e o renomado escritor de filmes Barry Cook, que também dirigiu o filme da Disney "Mulan" e foi o supervisor de efeitos visuais de "A Bela e a Fera."


O filme abre com soldados brutalmente chicoteando Jesus em meio a uma multidão enfurecida e aprovando o ato, enquanto o ladrão preso olha para fora de sua cela. Passando de tristeza a arrependimento e, finalmente, para a redenção na cruz, sua própria culpa faz com que ele perceba a inocência de Jesus.


Em entrevista ao Christian Post sobre se o novo filme foi muito sangrento e violento para os adolescentes, com cenas mostrando o sangue escorrendo pelo corpo de Jesus e os pregos dolorosamente perfurados em suas mãos e pés, Gregoire explicou ao CP, "A realidade do anime é que é um meio gráfico. Os jovens são atraídos pelo anime".


"A realidade que Cristo sofreu em sua crucificação é terrível e não pode ser bem contada, sem ser sangrenta e gráfica. Nossos filmes de 'live action' não tem que se esquivar desse fato, e temos tentado ser honestos e precisos para a representação da crucificação."


Reconhecendo que os curtas-metragens foram um meio mais receptivo, Gregoire comentou: "Ao usar filme podemos contar a história [de Jesus] e dublar em outras línguas e sotaques e utilizados por muitas pessoas para recontar a história."


Com esta nova versão do original, que emprega técnicas de animação altamente estilizadas provou ser popular em todo o mundo, o ministério espera atingir com eficiência o público mais jovem.


Eu particularmente gostei muito da iniciativa, fico na torcida pelo sucesso dessa produção, acredito que a sétima (Cinema) e a nona arte (quadrinhos) como varias outras artes, devem ser vistas como aliadas na propagação do evangelho de Cristo e sua produção incentivada e apoiada pelas Igrejas Cristãs. Espero que mais e mais filmes sejam produzidos nesses moldes.

MyLastDay

Com relação às cenas violentas do filme acredito que para quem assistiu a "Paixão de Cristo" de Mel Gibson não irá causar uma reação negativa, na verdade, não irá deixar de perceber certas referencias, algumas cenas e ângulos pra mim foram muito parecidos, e deixar de mostrar a violência que existia numa crucificação não combina nem um pouco com a violência que somos obrigados a visualizar em nossa própria sociedade, na verdade, seria uma hipocrisia ocultar esse tipo de informação.


Com apenas 9 minutos e 14 segundos a mensagem é linda e impactante, como tudo que se refere a Cristo, ainda mais quando a base é bíblica. Não deixe de conferi, pois "Meu último Dia (My Last Day)" esta publicado no site you tube, e o mesmo já esta até legendado pelos fãs da produção no 4Shared.


Assista abaixo ao vídeo:


sexta-feira, 12 de junho de 2015

SÉRIE/ EUA: Nova série mostra Lúcifer “bonzinho” e Deus “entediado”

O anjo Lúcifer, também conhecido por Diabo ou Satanás, se cansa do inferno e decide vira para a Terra abrir um bar em Los Angeles (chamada de Cidade dos Anjos). Detalhe: ele é bom, apenas mal compreendido por seu “pai” (Deus). Parece absurdo? Essa é história por trás do novo seriado do canal norte-americano Fox.
O primeiro episódio ainda não foi no ar. Bastou a Fox começar a divulgar, que surgiram diferentes protestos e pedidos de cancelamento. Uma petição on-line foi lançada pela Associação da Família Americana, através do grupo conhecido como “Um milhão de mães”. Eles exigem que o seriado “Lucifer”, que só deve estrear em 2016, pare de “zombar da Bíblia.”
A ideia da série é baseada numa história em quadrinhos de relativo sucesso nos EUA. Esse Lúcifer (interpretado por Tom Ellis) que é bonzinho e está entediado e infeliz no reino do inferno, cria um bar/clube chamado “Lux”, onde as pessoas vão para dançar e se divertir. Ele também ajuda a polícia de Los Angeles a prender criminosos.
No material já divulgado pela Fox, o Diabo é alguém “charmoso, carismático e diabolicamente belo” que está curtindo essa aposentadoria na Terra cercado de “vinho, mulheres e música.”
Por outro lado, a série mostra Deus como um ser infeliz que não aceita a decisão de Lúcifer e por isso envia um anjo chamado Amenadiel para convencer Satanás a voltar para o inferno.
“O programa descaracteriza Satanás, afasta-se dos verdadeiros ensinamentos bíblicos sobre ele, e retrata de maneira imprecisa as crenças da fé cristã,” afirma a petição on-line contra a Fox.
De acordo com as mais de 14 mil pessoas que assinaram a petição, a série “glorifica Satanás”. A organização cristã já fez campanhas semelhantes no passado, de seriados que acabaram cancelados pela baixa audiência.
A polêmica por enquanto não gerou anúncio de cancelamento de Lucifer. Pelo contrário, mais de 3 milhões de visitas ao trailer oficial no Youtube mostra que a série nem estreou e já tem um público interessado. 
Assista ao trailer da série:

Informações de Gospelprime e Christian Today

quinta-feira, 11 de junho de 2015

CINEMA/ FILME: Metanoia faz grande estreia nos cinemas brasileiros

Com uma proposta totalmente diferente dos filmes exibidos no circuito de cinemas do Brasil, o filme Metanoia fez uma espetacular estreia na última quinta-feira (14).
O filme chegou às salas de cinema com uma importante missão: espalhar esperança. Retrato do que o vício crack pode fazer a um ser humano, o longa-metragem que é uma co-produção entre a Companhia de Artes Nissi e a 4U Films, além de servir de alerta narra uma história de fé, amor e salvação. A distribuição está a cargo da Europa Filmes.
Metanoia está sendo exibido em 48 salas em todo o país. Mas a expectativa de seus realizadores é de que cresça o número de sessões e exibições deste filme que é um marco na história do cinema nacional e do segmento gospel. Atendendo ao chamado dos produtores para que também espalhem esperança, os espectadores têm colocado Metanoia em importante posição no ranking dos mais com mais média de público.
Nas redes sociais Metanoia também tem gerado grande repercussão. No Youtube, o trailer conta com quase 90 mil visualizações e o número de seguidores na página do filme no Facebook nos últimos dias tem crescido vertiginosamente, são mais de 64 mil seguidores. O resultado de todo o esforço e altruísmo das equipes envolvidas, poderá ser visto também fora das telonas. O filme é protagonizado por Caíque Oliveira e dirigido por Miguel Nagle. Que de maneira corajosa conseguiram levantar dinheiro para produzir o filme que é 100% independente.
Parte da renda arrecadada com a exibição será destinada à construção de uma clínica de reabilitação. “O projeto Metanoia não para após seu lançamento. O objetivo é construirmos uma clínica de tratamento para artistas usuários da droga. Queremos ajudá-los a recuperar a essência dos artistas. Cantamos ‘meus heróis morreram de overdose’, mas até quando teremos que perder pessoas tão preciosas por causa das drogas?”, questiona Caíque Oliveira.
Segundo pesquisa encomendada pelo Ministério da Justiça à Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ), publicada em 2014, no Brasil há 370 mil usuários regulares dependentes do crack. Número que corresponde a 0,8% da população das capitais do país e a 35% dos consumidores de drogas ilícitas nessas cidades. Além disso, 14% deste total são crianças e adolescentes, o que equivale a mais de 50 mil usuários. No entanto, alguns estudiosos calculam que esta realidade seja até três vezes maior. Ainda de acordo com o estudo, 78,9% dos usuários da droga desejam se tratar, mas falta acesso à algum tipo de tratamento.

Assista ao trailer:


Informações: GospelPrime

quarta-feira, 10 de junho de 2015

SÉRIE: Record prepara série bíblica inspirada em “Game of Thrones”


A série Guerra dos Tronos [Game of Thrones, no original] é o maior sucesso da TV paga e uma das mais populares do mundo no momento. Baseado em uma série de livros de George R R Martin, chegou à sua quinta temporada mostrando a luta de poder entre vários personagens que acreditam que devem ser o novo rei.
Recheada de cenas de sexo, com muitas mortes e imagens violentas, o roteiro é cheio de reviravoltas, incluindo alianças políticas, traições e assassinatos. Porém, é aí que reside o problema moral para alguns cristãos. Tanto que alguns pastores e teólogos já se pronunciaram contrários ao show.
Quem acompanha a série já deve ter percebido que a religião tem ocupado um espaço importante nas duas últimas temporadas. Além disso, em muitos momentos existem referências sobre deuses que interferem no curso da história. O próprio autor já admitiu que usou a visão da Igreja Católica sobre Deus como inspiração.
O sucesso de Game of Thrones é o combustível para a nova produção da Rede Record. Os bons índices de audiência da novela “Os Dez Mandamentos” e a projeção de “Josué e a Terra Prometida” também influenciam na ideia para a nova série da emissora.
Segundos sites especializados, o nome será “Reinos”. Basicamente, tratará da formação do Reino de Israel, tendo como pano de fundo os livros de “Reis” e “Crônicas”. O roteiro está a cargo de Vivian de Oliveira, que escreveu “Os Dez Mandamentos”.
Segundo o superintendente artístico Paulo Franco, cada episódio custará mais de 3 milhões de reais, um recorde para uma produção nacional.  “Não dá para comparar com ‘Game’, mas essa relação se dá porque vai ter muita ação, cenas de guerra, da briga pelo poder”, revela.
A primeira temporada irá ao ar somente em 2017 e terá 10 capítulos. O material que já foi divulgado pela Record indica que a produção terá um elenco com artistas estrangeiros. Segundo a Folha de São Paulo, seria rodado em inglês. Isso ajudaria a Record a ampliar seu mercado em outros países.
Curiosamente, o canal norte-americano ABC (pertencente ao grupo Disney) vem divulgando sua nova série chamada “Of Kings and Prophets” [Reis e Profetas], que contará a vida do rei Davi. A imprensa americana afirma que será uma mistura de “A Bíblia” com “Game of Thrones”, dois dos seriados de maior sucesso recentemente.
O roteiro está a cargo de Adam Cooper e Bill Collage, responsáveis pelo filme “Êxodo: Deuses e Reis”. O seriado é estrelado por Ray Winstone como o rei Saul e Oliver Rix como o pastor e depois rei Davi.
Informações de GospelprimeOutro Canal e Pipoca Moderna.