Conheça as ficções cristãs lançadas no Brasil

Não sabia que há uma biblioteca de ficções cristãs para você ler? Veja aqui uma lista completa com os títulos publicados em nosso país.

Frank Peretti que o Brasil não conhece

Saiba que Frank Peretti tem muito mais lá fora do que "Este Mundo Tenebroso". Veja quais sucessos dele ainda não deu as caras por aqui.

Leia a resenha de A Negociadora

Um dos grandes sucessos da escritora Dee Henderson é a série O'Malley. Saiba mais sobre esse primeiro livro da série.

Livro impresso "Ilusão"

Uma ficção cristã de suspense que você não vai para de ler até o final da história. Adquira já o livro impresso ou o eBook baratíssimo.

Tudo que tenho é Cristo

Assista a essa animação emocionante que nos mostra o que está reservado ao cristão que persevera até o fim.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

FILME/ OPINIÃO: Filme vai contar a história de ex-gay que se tornou pastor

A história do pastor Michael Glatze será retratada nas telonas, contando como um militante do movimento gay se tornou pastor evangélico e começou a pregar contra a prática homossexual.

O filme será dirigido por Justin Kelly, tendo Gus Van Sant como produtor executivo. Segundo o site Omelete a produção do longa já tem alguns atores confirmados: James Franco no papel principal; Zachary Quinto, como o ex-namorado de Michael e Emma Roberts como a atual namorada do ex-gay.

O roteiro do filme foi baseado no artigo “My Ex Gay Friend” publicado em 2011 na New York Times Magazine escrito por Benoit Denizet-Lewis. No texto o autor conta como Glatze era empenhado no trabalho das revistas gays XY e na YGA (Young Gay America) sendo que esta segunda ele atuava como co-fundador.

Em julho de 2007 Glatze deixou de ser um militante da causa homossexual e incentivador de jovens para se tornar evangélico ao se converter na A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (igreja que deixou tempo depois para frequentar outra denominação).

Ao falar sobre seu passado como homossexual, ele escreveu que se tornou gay em um momento de fraqueza. “A homossexualidade veio fácil para mim, porque eu já estava fraco”, escreveu ele para uma revista americana de extrema-direita.

Quando escreveu o artigo para a New York Times Magazine, Denizet-Lewis relatou como encontrou seu amigo de militância e tudo o que ele sentiu ao ver que ele se tornara em um militante “anti-gay” por passar a pregar contra a homossexualidade.

O longa não tem previsão de estreia, após definir todo o elenco o filme dará início às filmagens. Além de Justin Kelly e Gus Van Sant, Vince Jolivette, Michael Mendelsohn, Ron Singer e Scott Reed também fazem parte da produção.

[MINHA OPINIÃO]:
Um filme desses é muito interessante e válido, mas já estou desconfiado com a escolha dos atores. Um exemplo disso é Zachary Quinto, que é gay assumidíssimo. Creio que ele não aceitaria participar de um filme que realmente abordaria essa temática de forma séria, biblicamente falando.

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Romance cristão sem cenas de sexo vai competir com “50 tons de cinza” nos cinemas



O longa cristão será lançado nos Estados Unidos em fevereiro de 2015

Um filme cristão vai estrear no cinema na mesma época que a adaptação do best-seller “50 tons de cinza” que estreia nas telonas em 2015.

O filme é “Old fashioned” (À moda antiga – em tradução livre) que fala sobre o namoro à moda antiga, um relacionamento completamente oposto ao jogo de sedução apresentado na obra de E.L. James.

“Old Fashioned” vai contar que “o cavalheirismo está de volta” além de mostrar um casal interpretado por Rik Swartzwelder e Elizabeth Ann Roberts que terão um namoro sem sexo.

O filme foi escrito pelo próprio Swartzwelder que deu detalhes sobre suas motivações para esta obra. “Eu queria contar uma história de amor que leva a ideia do romance divino a sério. Uma história que, sem pedir desculpas, explora a possibilidade de um padrão mais elevado nos relacionamentos; no entanto, também tem plena consciência do quão frágeis somos todos nós e não busca amontoar a culpa naqueles que cometem erros”, disse.

A trama vai mostrar como este casal enfrentará as dificuldades de ter um relacionamento à moda antiga uma vez que o personagem de Rik Swartzwelder é ex-membro de uma fraternidade de uma universidade americana e a personagem de Ann Roberts é “uma mulher de espírito livre”.

A previsão de estreia de “Old fashioned” é dia 13 de fevereiro nos Estados Unidos, mesma data do lançamento do “50 tons de cinza”, a série erótica que conquistou milhões de fãs no mundo.

Com informações O Globo.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

FILME: “Tolkien e Lewis” vai mostrar a ligação de fé entre os autores

 


A Attractive Films irá produzir um filme mostrando a relação entre os escritores J.R.R. Tolkien e C.S. Lewis. O longa será ambientado na Grã-Bretanha de 1941, em plena a Segunda Guerra Mundial mostrando a fé, a amizade e a rivalidade entre os escritores.

Tolkien e Lewis eram professores da Universidade de Oxford e se empenhavam também em escrever obras de ficção. O autor de “O Hobbit” fez muito sucesso com o livro e começou a escrever a continuação que é a trilogia “O Senhor dos Anéis”. Por ser perfeccionista, J.R.R. Tolkien transformou a continuação em uma obra monumental que lhe rendeu ainda mais sucesso.

C.S. Lewis tinha uma outra forma de trabalhar, a trilogia espacial “Além do Planeta Silencioso” também fez sucesso, mas seus planos eram publicar cartas apologéticas que se tornaram “As Cartas do Coisa Ruim”, obra bastante criticada por Tolkien.

Essa diferença de pensamento teológico e do método de escrever fez surgir uma rivalidade entre os dois autores que eram cristãos. O autor de “O Senhor dos Anéis” achava que Lewis não tinha trabalhado adequadamente as suas ideias nas Cartas. Ao saber sobre a crítica, o autor fez questão de dedicar a obra ao seu colega.

Essa guerra literária entre os dois será o foco principal do filme “Tolkien e Lewis” que terá a direção de Simon West (Os Mercenários 2). Na produção também estão confirmados os nomes de Jacqueline Cook e Mark Cooper.

A ideia é que o filme seja rodado ainda neste ano para que estreie durante a Páscoa de 2015. A fé cristã que unia os dois autores também será abordada na obra que deve atrair principalmente os cristãos e também os fãs desses dois grandes autores de livros de fantasia.

Fonte: http://cinema.gospelprime.com.br/