segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

RESENHA: As Crônicas De Nárnia, V.4 - Principe Caspian

 

SINOPSE:

Tempos difíceis abateram-se sobre a terra encantada de Nárnia. Os dias de paz e liberdade, em que os animais, anões, árvores e flores viviam em absoluta paz e harmonia, estavam terminados. O Príncipe Caspian, herdeiro legítimo do trono, decide trazer de volta o glorioso passado de Nárnia.

 

Comecei a ler esse livro por querer conhecer a história antes de ver o filme (que ainda não vi). Para minha satisfação achei-o melhor que "O LEÃO, A FEITICEIRA E O GUARDA-ROUPA". Ao contrário deste, PRÍNCIPE CASPIAN traz uma linguagem mais adulta e momentos mais dramáticos como reuniões de estratégia de guerra e batalhas mais violentas onde até cabeças são separadas do corpo com golpes mortais de espada.

 

Há algo no livro, no entanto, que causou-me estranhamento: Aslam (figura de Cristo, segundo alguns) envolvido com Baco (o deus do vinho, da ebriedade, dos excessos, especialmente sexuais, e da natureza). Porém, por se tratar de uma história de fantasia, é compreensível o aparecimento de figuras mitológicas e que fazem parte a imaginação humana. 

 

Esse volume de Nárnia fica marcado pelos pequenos e grandes personagens que aparecem na história: os anões Trupkin e Nikabrik, o texugo Caça-trufas e o ratinho Ripchip; o centauro Ciclone, o urso barrigudo e o gigante atrapalhado Verruma. Por mais que o título do livro traga o nome do príncipe, os animais e seres da floresta é que levam o leitor a sonhar e se divertir. Assim sendo, atravo-me até mesmo a dar um novo título à obra, seguindo a mesma linha do outro livro supra citado (que Lewis me perdoe, rsss): O grande rei, o príncipe e os seres encantados.

 

Quem já leu esse livro pode deixar seus comentários, por favor.

 

Ficha Técnica:

As Crônicas De Nárnia, V.4 - Principe Caspian
Autor: LEWIS, C. S.
Tradutor: CAMPOS, PAULO MENDES
Editora: WMF MARTINS FONTES
Edição: 2003
Páginas: 215

 

Links:

COMPRE ESSE LIVRO CLICANDO AQUI

Página desse livro no Skoob

2 comentários:

Cíntia Mara disse...

Eu já li, mas faz tanto tempo que nem me lembro mais pra poder comentar.

Marciel Ignacio disse...

Nossa, preciso reler as Crônicas de Narnia. Ainda estava na escola quando li todas as crônicas. Já não lembro mais dos detalhes desta grandiosa obra..