quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Os livros mais vendidos de 2010 e duas observações

Abaixo trago a lista dos livros mais vendidos de 2010, segundo a Revista Veja (veja.com):
 
10. A breve segunda vida de Bree Tanner (Stephenie Meyer)
09. A fúria (L. J. Smith.)
08. A batalha do labirinto (Rick Riordan)
 
07. A última música (Nicholas Sparks)
Esse é mais um belo romance de Nicholas Sparks, que dessa vez nos traz uma comovente história de amor, amizade, família, amadurecimento e, especialmente, sobre perdão e recomeço. Em A última música, o autor consegue provar porque é considerado um mestre do romance moderno e porque é adorado por leitores do mundo todo.

06. O Mar de Monstros (Rick Riordan)
05. O Ladrão de Raios (Rick Riordan)
04. Amanhecer (Stephenie Meyer)
03. O Símbolo Perdido (Dan Brown)

02. Querido John (Nicholas Sparks)
Esse romance de Nicholas Sparks narra a história do jovem soldado americano John, que se apaixona pela estudante conservadora Savannah. Logo a relação se torna tão intensa que Savannah jura esperá-lo até que ele termine suas obrigações militares. Mas ambos não sabiam que os ataques de 11 de setembro mudariam o mundo e a percepção sobre as coisas.

01. A Cabana (William P. Young)
Essa é uma obra de William P. Young. Nela, a filha mais nova de Mackenzie A. Philip foi raptada durante as férias em família e há evidências de que ela foi brutalmente assassinada e abandonada numa cabana. Anos depois, Mack recebe uma nota suspeita, aparentemente vinda de Deus, convidando-o para voltar àquela cabana para passar o fim de semana.

OBS. 1:
Sem dúvida o livro A Cabana se sobressaiu por tratar de um assunto que todos querem entender: quem é Deus?
Mas tenho algumas ressalvas.
Creio que o grande sucesso dessa obra seja mais pelo fato de o autor apresentar ao leitor um Deus muito fácil de seguir, porque, no livro, Deus não se importa se você é pecador, se busca a Ele de "outras formas" ou em outras religiões. O importante é confiar e entregar sua vida que ele fará o resto.
À primeira vista é um discurso maravilhoso, mas aos olhos da Bíblia (e para quem a toma como único manual de fé) é perigoso. Não irei falar aqui o porquê, pois já temos aqui mesmo no blog comentários a esse respeito. Procure que você vai encontrar.
O que quero mesmo dizer é que A Cabana é um desses livros que se tornou fácil vender, pois a dinâmica aí não é a criação adequar-se ou deixar de fazer "certas coisas" para que Deus esteja com ele (como diz a Bíblia), mas o criador sendo moldado para atender às necessidades da criação. Quem não quer um Deus assim? É claro que o "mundo" quer! Por isso o livro é um sucesso.
 
OBS. 2:
É bom ver os livros do Nicholas Sparks entre os mais vendidos. Segundo ouvi, ele é cristão e seus livros sempre trazem, ainda que de forma implícita, uma mensagem cristã. Não li ainda nenhum dos seus livros, mas já coloquei-os na lista.
Alguém tem algo a dizer sobre os livros desse autor?

4 comentários:

J.F Silva disse...

Que lindo *_* Acabei de ler A Cabana e já li Querido John... Muito tocante ♥

Naná Burmann disse...

Sem sombra de dúvida Nicholas Sparks é um escritor extraordinário. Já li três livros dele: Um momento inesquecível( história essa conhecida através do filme Um Amor Para Recordar); Querido John; A Última Música. Todos se tornaram filme e são lindos. Tem também O diário de uma paixão, mas não li o livro, só vi o filme.
Até mais...

Cíntia Mara disse...

Eu li "Querido John" e "A última música", inclusive fiz resenha de ambos no blog. Também já li "A walk to remember", que deu origem ao filme "Um amor para recordar" e que, infelizmente, não foi publicado no Brasil.

O Nicholas é batista, se não me engano. O amor é o tema principal de seus livros. Não apenas o amor entre homem e mulher, mas o amor uns pelos outros, como forma de expressão do amor de Deus. As relações pai-filho(a) são construídas de forma fantástica nos três livros que li e, na minha opinião, são um destaque à parte.

Ele não prega a religião, até porque os EUA são um país de maioria protestante. A Carolina do Norte, estado onde seus romances se passam, é um estado conservador. Então a abordagem evangelística e a manifestação da religião são bem diferentes do que vemos aqui. Mas os valores cristãos do autor refletem naturalmente em suas obras.

Em "A walk to remember", por exemplo, a protagonista Jamie é filha do pastor da cidade e seu maior sonho é "testemunhar um milagre". Na cena final - creio que posso falar sem medo de spoilers, pois a história é bem conhecida - seu pai diz que ela teve seu sonho realizado ao testemunhar a mudança na vida do bad-boy Landon.

Em "A última música" há também a figura do pastor e o relacionamento dos personagens com Deus é bem explorado. Dos três livros, este é o mais comovente.

"Querido John" é o que demonstra menos da religiosidade de Sparks. Também o único dos três em que os personagens se envolvem intimamente sem estarem casados. Mas o final da história é uma demonstração linda do verdadeiro amor descrito em I Coríntios. Algumas pessoas o consideram "não tão bom" se comparados aos demais livros do autor, mas pra mim foi uma lição maravilhosa e, ao mesmo tempo, de cortar o coração.

Desculpe pelo comentário imenso. Espero ter contribuido :)

Dê* disse...

Ola!É a primeira vez que faço um comentário no seu blog.
Já faz quase um ano que acompanho ele embora não estou como seguidora.
Já li o livro de Nicholas Sparks Um momento inesquecivel e um pouco diferente do filme o livro leva a crer que ele seja evangélico pela forma como ele escreve.
Só não tinha certeza. Mas depois de ver os comentários aqui acabo de crer que ele seja.